Riken Yamamoto, arquiteto japonês e vencedor do Prêmio Pritzker de 2024, é reconhecido por ser capaz de ultrapassar conceitos espaciais de materialidade, criando espaços interativos que conectam as pessoas em volta. Como elementos centrais de sua obra, transparência e integração se fundem para atravessar limites e produzir unidades espaciais únicas.

A exploração de materiais de Yamamoto reflete sua compreensão de como os próprios materiais contribuem para a experiência dos ambientes. Em sua abordagem, ele analisa e considera o contexto, funcionalidade e expressão estética do espaço arquitetônico. Uma de suas características é usar o material em seu estado natural. O destaque vai para o uso da transparência do vidro contrastando com estruturas pesadas e sólidas, como o concreto, criando um elemento único que une a transparência e a solidez.

O papel de protagonista do vidro nas obras de Riken Yamamoto faz com que exista uma conexão fluida entre espaços, formando ambientes com uma sensação de leveza e amplitude. A passagem de luz natural obtida pelo uso do vidro contribui para uma atmosfera iluminada e arejada, além de contribuir para uma sensação de integração e continuidade.

Algumas de suas obras exemplificam muito bem seu estilo e abordagem. Seus projetos promovem interações enriquecedoras entre pessoas e ambientes, possibilitando olhar além do próprio espaço. A continuidade consistente da paisagem contextualiza cada edifício para fora dele, estabelecendo uma quebra nos limites de sua própria arquitetura, quebrando barreiras entre suas dimensões públicas e privadas.

Riken Yamamoto foi escolhido como vencedor do Prêmio Pritzker 2024, principal prêmio de arquitetura do mundo. Seu portfólio é caracterizado por um profundo compromisso com o engajamento comunitário e exemplifica o poder transformador da arquitetura. Sua criação na infância, que conectava o espaço privado de sua família e a farmácia pública de sua mãe em um mesmo espaço, contribuiu para um apreço precoce pela integração entre os dois tipos de ambiente.